O resgate do padrão do serviço cristão

Terça, 26 de Novembro de 2013

É fácil perceber como as pessoas estão despreparadas para servirem ao Senhor. Devido aos costumes mundanos, práticas familiares e a educação laica, temos a tendência de não nos comportarmos como outrora ao encontro com Jesus. A sociedade atual vive padrões opressores. Somos impacientes com a fraqueza do próximo, exigimos mais dos outros e menos de nós mesmo, afinal é muito fácil enxergar os erros do próximo, mas é dificílimo tirar os ciscos dos nossos olhos. O marketing nos transformou em consumidores ávidos para serem servidos, da melhor maneira possível. Por isso a igreja não é mais um lugar agradável para muitos, uma vez que Jesus nos ensinou que aquele que quiser ser o maior, sirva mais os outros.



Também há muita sensibilidade entre os cristãos atuais. Vejo que os crentes modernos estão muito preocupados com a sua imagem. Não podemos dar um alimento sólido, pois são ainda crianças na fé. Assim como Paulo de dirigiu aos coríntios como crianças na fé. Mesmo sendo uma igreja, cheia de dons espirituais, os seus membros tinham problemas e pecados.

Os crentes têm buscado revelações mais profundas na palavra, enchimento do Espírito Santo, poder para realização de sinais e prodígios, projeção ministerial, conhecimento e títulos, mas têm se esquecido dos ensinamentos fundamentais da palavra de Deus. Se nós praticássemos ao menos os ensinamentos do sermão da montanha já poderíamos ter alcançado todo o mundo.

Jesus Cristo nos deu o exemplo de como servir com excelência ao Pai. Ele dedicou-se durante três anos, aproximadamente, de seu ministério ao ensino dos padrões de serviço. Os discípulos tiveram que fazer escolhas, renunciando a sua própria vida para seguir ao Mestre. Eles se depararam com mudanças tão profunda nas suas vidas, num curto espaço de tempo, que muitos não conseguiram sequer compreender o que Jesus queria lhes dizer. Eles tiveram dificuldades para seguir o exemplo de Jesus.

No Exército há um ditado que diz: “a palavra convence, mas o exemplo arrasta”. Jesus não veio apenas para exigir ou ensinar o que os seus discípulos fizessem. Ele veio também cumprir toda e lei e a palavra que ensinara. Além de ensinar, vivia de modo condizente ao que pregava, trazendo um grande impacto na vida dos seus seguidores.

Renúncia

Seguir Jesus significava a princípio, renunciar a tudo. A tudo? Sim, isto mesmo.

Hoje parece que isto soa mal, pois este nível de dedicação é característico ao comportamento presente em seitas, segundo alguns teóricos. Mas, Jesus foi bem claro: Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. Lucas 14:33. E , "O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.Mateus 24:35"

Em nossos dias esta ideia parece um tanto inadequada ao contexto social e econômico que vivemos. As prioridades da humanidade são: a carreira profissional, o acúmulo de riqueza e conforto (bem estar). Depois pensamos em outras questões. Você conhece alguma igreja, na conjuntura atual, que tem pregado o ide pregar o evangelho aos confins do mundo? Ou conhece algum crente bem sucedido que estimula seu filho a renunciar sua promissora carreira de futuro médico, advogado ou empresário, para ser um missionário na África, Índia, ou Egito? Esta ideia para muitos é ultrapassada, senão para a grande maioria dos crentes deste mundo pós moderno. Por isso o Senhor disse à Igreja de Laodicéia, que é o símbolo da igreja atual: “Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." Apocalipse 3:17-20

No passado não era assim. Pedro e seus sócios pescadores quando entraram em contato com o poder da palavra de Jesus, ficaram maravilhados. Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros, bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus sócios. Disse Jesus a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens. E, arrastando eles os barcos sobre a praia, deixando tudo, o seguiram. Lucas 5:9-11. Imediatamente, largaram as suas redes, barcos e famílias e seguiram a Jesus. Esta foi a primeira ordem dada aos seus discípulos. Renunciar aos seus projetos pessoais, a sua vontade e submeter-se a vontade do Pai. Você está disposto a obedecer ao chamado de Jesus e se entregar a vontade de Deus?

Assim disse o Senhor: “Não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2

Testemunho completo do avivamento dos Prs Cordeiro

Canal Pastor Nelson Cordeiro
Música Destaque

Rio de Fogo
Ministério de Adoração do Avivamento


Um rio de fogo está fluindo
De Tua presença está vindo
Minha alma está ardendo
Por Tua glória meu SENHOR

Minha alma está sedenta
Meu espírito faminto
Minha carne anela
Tua glória e Tua unção

Há uma chama
Em mim ardendo
Paixão por Tua presença
Que não se acabe este momento
Debaixo da Glória do meu DEUS

Meu coração por Ti batendo
Teu fogo está vindo
Minha alma por Ti clama
É tua glória meu SENHOR

Há uma chama
Em mim ardendo
Paixão por Tua presença
Que não se acabe este momento
Debaixo da Glória do meu DEUS

Doações

SITE MAP



Home
Nossa História
Agenda de Eventos
Cultos
Álbuns de Fotos
Videos
Entre em Contato

SIGA NOS



Facebook
Youtube

VISITE TAMBÉM



Centro Mundial de Avivamento
Pastores Ortega

VISITE NOS