Vença 4 obstáculos e receba a plenitude de Deus

Terça, 28 de Abril de 2015

Temos observado com preocupação como pessoas reagem de maneiras distintas a uma mesma unção e presença de Deus nos cultos. Há irmãos que são sedentos e livres. Estes percebem rapidamente a presença do Espírito Santo, logo entram em adoração e são cheios de seu poder. Outros são indiferentes à presença de Deus. Parecem frios como uma barra de gelo.

Notadamente, entendíamos que este comportamento devia-se apenas a falta de sede de Deus, ou indiferença, pois a palavra nos promete que o Senhor "derramará água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; que derramará o seu Espírito sobre a tua posteridade, e a sua bênção sobre os teus descendentes. E brotarão como a erva, como salgueiros junto aos ribeiros das águas." Isaías 44:3-4.

Ao lermos o livro A quarta dimensão, do Pr. Paul Y Cho - Coréia do Sul, compreendemos que as pessoas precisam ser livres de jugos, pesos e cadeias que ataram as suas vidas no decorrer do tempo, devido a experiências traumáticas que marcaram profundamente suas almas. Leiamos o que escreveu o Pr Cho: "A maioria das pessoas luta contra quatro pecados da carne, pecados estes que devem ser vencidos antes que o cristão possa operar ativamente com Deus. Se não se livrarem destes pecados seus canais serão tão entupidos que Deus não terá a oportunidade de fluir através deles. Descobri esses pecados durante meus vinte anos de aconselhamento."

Por causa da gravidade desta condição, Jesus iniciou seu ministério revestido do poder do Espírito Santo para que estes jugos fossem rompidos pela unção. Ele estava numa sinagoga e leu propositalmente o livro de Isaías no capítulo 61 e disse: " o Espírito do Senhor é sobre mim, pois me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração, a pregar liberdade aos cativos, e restauração da vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor. " Lucas 4:18-19

Jesus iniciou o seu ministério expondo que só através da unção do Espírito Santo poderemos levar libertação às pessoas empobrecidas, quebrantadas, presas, cegas e oprimidas pelo diabo. Porém é necessário primeiro que levemos estas pessoas a conhecerem a verdadeira situação espiritual e emocional que se encontram. "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. " João 8:32. Se elas não compreenderem que estes 4 pecados da carne estão impedindo suas vidas de prosperarem e serem felizes, então estarão condenadas a levarem por toda a vida um peso que não lhes pertence. Por isso apresentaremos abaixo as 4 causas apontadas pelo Pr Cho que impedem o fluir do Espírito Santo nas vidas das pessoas.



1) Ódio

"As pessoas sofrem por causa do ódio. Se conservar o ódio em seu coração Deus jamais poderá fluir através de você. E esse ódio, esse espírito não perdoador, será o inimigo número um de sua fé. " Pr Cho.

Cristo Jesus destaca esse fato em Mateus 6:14, 15: "Porque se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens [as suas ofensas], tão pouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas.

O ódio destrói mais a pessoa que odeia do que aos outros. Quando Jesus entra em seu coração, todo o poder de Deus vem e habita em você. Mas, Ele só poderá entrar se você retirar do seu coração o ódio através do perdão. Caso contrário, você estará oprimido por espíritos atormentadores, como ensinou Jesus na parábola do credor incompassivo em Mateus 18:32-35: "Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas."

O poder de Deus fluirá através de você depois que você perdoar seus inimigos. Deus o tocará, o curará e restaurará sua vida. Você pode reconstruir sua vida e isso seria a sua vingança verdadeira contra seus atormentadores.

Há crentes que se orgulham de serem convertidos, porém guardam em seus corações rancor. Estes enganam-se a si mesmos pois não estão na luz mas vivem em trevas. "Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas. Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo. Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos. Filhinhos, escrevo-vos, porque pelo seu nome vos são perdoados os pecados. "1 Jo 2:9-12. Como vemos o ódio leva à cegueira espiritual e leva pessoas a perderem o rumo.

Se você não se livrar de seu ódio não poderá entrar em contato com o Senhor. Quando você sair a pregar o evangelho deve ajudar as pessoas a compreender isto, porque a verdade liberta. Você não pode parar de odiar aqueles que te feriram ou te prejudicaram se não passares antes a amá-los. Isto parece muito difícil de ser praticado, mas o Senhor deu o exemplo ao entregar o Seu Filho em sacrifício vivo para perdoar nossos pecados, quando éramos pecadores. Ele nos amou quando nós o odiávamos ou o desprezávamos. Por isso agora "nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. "1 Jo 4:16, 8-10.

As pessoas relutam a perdoar, de modo que devemos perseverar em oração por elas. Elas choram, mordem os dentes, resistem, mas finalmente começam a sentir amor e orando, pedirão a Deus que abençoe seus inimigos, que os salve e que lhes dê todas as boas coisas. Então o poder de Deus começará a fluir através dela e será tocada pelo Espírito Santo.

Sim, Deus habita em você. Mas se você não se livrar do ódio, o poder de Deus não poderá fluir por seu intermédio.

2) Medo

Muitas pessoas vivem em temor, É nossa responsabilidade como cristãos ajudar essas pessoas a livrar-se deste medo, o segundo pecado neste grupo de quatro.

O medo conduz à falta de confiança em Deus. A desconfiança por sua vez gera incredulidade nos corações. Por isso o Senhor não pôde usar 22 mil homens para ajudar Gideão na guerra contra os midianitas. Disse o Senhor a Gideão: "Agora, pois, apregoa aos ouvidos do povo, dizendo: Quem for medroso e tímido, volte, e retire-se apressadamente das montanhas de Gileade. Então voltaram do povo vinte e dois mil, e dez mil ficaram." Juízes 7:3.

Notem que este pecado, o medo, afeta a maioria do povo de Deus. Neste caso de 32 mil homens, 22 mil foram dispensados pois eram covardes. Mais de 2/3 estavam atados ao medo e não puderam enfrentar a guerra. Esta geração sofreu saques durante 7 anos. Eles estavam famintos, esgotados, enfraquecidos. Nas suas mentes o que predominava era o sentimento de derrota. Nunca eles tinham vencido este feroz inimigo.

Assim também muitas pessoas permanecem atadas a um sentimento de derrota. Isto as leva à certeza da impossibilidade de mudanças. Paralisados pelo medo, não reagem aos estímulos. Portanto, mesmo diante de uma palavra de Deus ou submersos na presença de Deus não têm reação e nem atitude de fé para tomarem posse de suas transformações .

Deus não pode usar pessoas que são medrosas, pois o medo não faz parte do caráter de Deus. Ele só conhece vitória e êxito. As derrotas são consequências de decisões humanas equivocadas. O medo impede-nos de confiar no poder sobrenatural de Deus. Observemos isto na parábola das dez minas, em Lucas 19: 20-26: "E veio outro, dizendo: Senhor, aqui está a tua mina, que guardei num lenço; Porque tive medo de ti, que és homem rigoroso, que tomas o que não puseste, e segas o que não semeaste. Porém, ele lhe disse: Mau servo, pela tua boca te julgarei. Sabias que eu sou homem rigoroso, que tomo o que não pus, e sego o que não semeei; Por que não puseste, pois, o meu dinheiro no banco, para que eu, vindo, o exigisse com os juros? E disse aos que estavam com ele: Tirai-lhe a mina, e dai-a ao que tem dez minas. (E disseram-lhe eles: Senhor, ele tem dez minas.) Pois eu vos digo que a qualquer que tiver ser-lhe-á dado, mas ao que não tiver, até o que tem lhe será tirado."

É importante que ministremos confiança e fé através da palavra de Deus para que estas pessoas tenham a mente transformada e possam descobrir a sua verdadeira identidade de vencedor e conquistador como filhos de Deus.

Devemos ensinar as pessoas a serem dirigidas pelo Espírito Santo, pois Ele é o nosso ajudador, consolador, conselheiro e mestre por excelência. Ele está presente, você não está só. Você não é órfão. Por que?

"Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai." Romanos 8:14-15

3) Complexo de inferioridade

"Muitas pessoas vivem com complexos de inferioridade e estão constantemente frustradas: esse sentimento de inferioridade é a terceira área problemática" que citou o Pr Cho.

Se as pessoas sentirem-se inferiores por viverem numa área de favelas, não poderemos tirá-las dali enquanto não superarem o complexo de inferioridade. Talvez tenham fracassado em seus negócios, vida familiar e profissão, então se conformaram com a condição da miséria.

É necessário que pessoas complexadas tenham a mente transformada para serem resgatadas deste sentimento de baixa estima. "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." Romanos 12:2

Enquanto estas pessoas tiverem este complexo de inferioridade, nem você e nem mesmo Deus as poderão ajudar. Você deve pedir que cada um entregue seu complexo de inferioridade a Deus e permita-se ser reconstruído pelo amor de Deus.

Esta foi a providência que o profeta Samuel tomou ao chamar Saul para cumprir a vontade de Deus na sua vida, ser príncipe sobre o povo de Israel . Ele percebeu que Saul era um jovem complexado e que ele deveria se livrar desta condição para mais adiante tornar-se um rei. A primeira impressão que Samuel teve de Saul foi péssima, pois Saul lhe disse: "Porventura não sou eu filho de Benjamim, da menor das tribos de Israel? E a minha família a menor de todas as famílias da tribo de Benjamim? Por que, pois, me falas com semelhantes palavras?" Samuel 9:21. Então Samuel liberou uma palavra profética para tratar de libertá-lo deste mal: " E o Espírito do SENHOR se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e tornar-te-ás um outro homem. E há de ser que, quando estes sinais te vierem, faze o que achar a tua mão, porque Deus é contigo." 1 Samuel 10:6-7. Infelizmente, a história demonstra que Saul continuou agindo conforme seus arquivos mentais complexados. Saul se escondeu para não ser ungido rei, Sm 10:22; desobedeceu às ordens do Senhor no capítulo 15, para apenas agradar o povo. Ele além de não se arrepender, ainda pediu para ser honrado diante de Israel. Ou seja, pessoas complexadas tende a agir para receber aceitação social. Posteriormente, vemos que o Senhor levantou Davi como futuro rei de Israel! Saul passa a ser oprimido por demônios, seu governo leva o país a viver crises e desastres, para depois morrer melancolicamente em combate.

Pessoas complexadas agem consoante a opinião dos outros, e não conseguem viver de acordo com a vontade de Deus, por isso não desfrutam da boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Aconselho as que pessoas que sofrem deste mal buscarem desesperadamente o revestimento do Espírito Santo. Ele transformará você em outro homem. Assim foi com a vida de Pedro. Antes do revestimento em Atos 2, era um homem inconstante, iracundo, carnal. Depois tornou-se intrépido, confiante e determinado, a ponto de sofrer fortes ameaças, não se importar em desagradar os homens, pelo contrário alegrar-se em ser participante dos sofrimentos de Cristo.

Pedro já não sofria de nenhum complexo de inferioridade. Estava cheio de confiança. Ainda hoje ele é admirado como principal discípulo de Cristo, e principal líder da igreja primitiva. Pedro contagiava as multidões e levava milhares aos pés de Cristo.

Este homem é somente um exemplo de como podemos ajudar as pessoas a se livrarem de seus sentimentos de inferioridade, através do poder do Espírito Santo. Pastores, dêem ênfase a todos os recursos de Deus que estão à nossa disposição e conseguirão transformar a vida das pessoas.

4) Culpa

"Muitas pessoas também sofrem de sentimentos de culpa. Esse é o quarto problema que deve ser vencido antes que o cristão possa trabalhar ativamente com Deus; pois enquanto a pessoa sofrer de culpa, Deus jamais poderá fluir através dela. Precisamos ajudar as pessoas a se livrarem de seus sentimentos de culpa. Precisamos fazê-las compreen­der que quando se sentem indignas e cheias de culpa, simplesmente poderão vir ao Senhor e ele as limpará, "conforme escreveu Pr Cho.

Um jovem pastor relatou que mesmo depois de sua conversão há mais de 15 anos, sendo conhecedor da palavra de Deus, e ainda batizado no Espírito Santo não conseguia vencer em alguns momentos a tentação da pornografia. Este deslizes eventuais eram verdadeiros cruzados do diabo que debilitavam sua vida. O seu orgulho impedia de confessar este pecado ao seu pastor, e a sua esposa. Não conseguia pedir ajuda, para não ser disciplinado ou exposto a vexames. Assim, numa destas crises confessou seu pecado a uma árvore, tal era sua angústia, e disse: você pode me ouvir dona árvore, pois você é um ser vivo, preciso confessar meus pecados a você. Este homem só alcançou sua libertação quando o Espírito Santo ministrou a seu coração a palavra contida em Romanos 8:1: "Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito."

Esta palavra foi a grande chave da libertação do seu sentimento de culpa. Ele se perdoou e ainda o Espírito Santo ministrou ao seu coração outra palavra que resolveria o seu problema para sempre, desde que andasse nela, em Romanos 8:5, "Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito." Glória a Deus, o Espírito trouxe a libertação e a saída deste pecado que o levava ao final a um sentimento de culpa e auto condenação que o impedia de viver a plenitude da presença de Deus.

Portanto, amado irmão desejamos que sejas liberto ou que leves estas chaves de libertação aos oprimidos através da superação destes 4 males: o ódio, o medo, o complexo de inferioridade e a culpa; para que deixes o fluir de Deus entrar em teu corpo e possas ser cheio do Espírito Santo e sejas mudado em outro homem. Assim poderemos levar toda a igreja a experimentar um poderoso avivamento em suas vidas, família e ministério.

Testemunho completo do avivamento dos Prs Cordeiro

Canal Pastor Nelson Cordeiro
Música Destaque

Rio de Fogo
Ministério de Adoração do Avivamento


Um rio de fogo está fluindo
De Tua presença está vindo
Minha alma está ardendo
Por Tua glória meu SENHOR

Minha alma está sedenta
Meu espírito faminto
Minha carne anela
Tua glória e Tua unção

Há uma chama
Em mim ardendo
Paixão por Tua presença
Que não se acabe este momento
Debaixo da Glória do meu DEUS

Meu coração por Ti batendo
Teu fogo está vindo
Minha alma por Ti clama
É tua glória meu SENHOR

Há uma chama
Em mim ardendo
Paixão por Tua presença
Que não se acabe este momento
Debaixo da Glória do meu DEUS

Doações

SITE MAP



Home
Nossa História
Agenda de Eventos
Cultos
Álbuns de Fotos
Videos
Entre em Contato

SIGA NOS



Facebook
Youtube

VISITE TAMBÉM



Centro Mundial de Avivamento
Pastores Ortega

VISITE NOS